A Relação Com O PSC, Dano Colateral Da Crise Do PSOE

teve que aparecer a uma situação limite em que o socialismo para surto de tensão sustentada no tempo entre o PSOE e o PSC. O wishbone foi a incerteza gerada pelos barões ao derrubar a Pedro Sanches, da secretaria-geral, que culminou no vergonhoso episódio do Comitê Federal do sábado passado.

Sánchez tinha avançados os acordos para a formação de um “Governo optativo” com nós Podemos e os separatistas e de costas para a direção do PSOE. O PSC tem -teve, desde o começo, uma alma independentista e outra constitucional. Sánchez aliou-se com a primeira para receber a Junts pel Si e tentar aparecer ao Governo e fez a volta da cúpula do PSOE.

Algo que os dirigentes do partido no resto de Espanha, não podiam permitir. Agora, retirado de amainar depois da saída de Sanchez, o conflito entre o PSOE e o PSC pode recrudecerse nos próximos dias, se ambas as facções mantêm suas posições. E não parece que vá ser então. Os socialistas catalães recomendaram ontem no Parlamento uma proposta que ultrapassa, em muito, os postulados do PSOE respeito à configuração territorial do Estado. O documento difere de meio a meio de Declaração de Granada de 2013, assinada bem como pelo PSC, que resume a doutrina oficial socialista sobre a territorialidade de Portugal.

Era cota do acordo com Puigdemont em troca nesse suporte, junto a Pedro Sánchez. O texto defende um “pacto constituinte”, que tenha como intuito a formação de “um Estado federal composto por muitos entes federados que adotarão a denominação e instituições que preferem”. Javier Fernández, presidente da gestora e autoridade máxima, neste momento do jogo foi ontem muito claro em sua resposta à proposta do PSC: “Eu estou em Granada e o jogo está em Granada”.

Sugeriu, portanto, que as seculares fissuras que existem pela ligação entre o PSC e o PSOE continuam agrandándose. E o farão ainda mais se, como ontem mesmo manifestaram diferentes dirigentes dos socialistas catalães, os deputados do partido não obedecerão as instruções do Comitê Federal se ele escolhe abster-se e propiciar a investidura a Rajoy.

O tensionamiento das relações entre o PSC e o PSOE é o vasto prejuízo colateral da crise socialista. O Partit dels Socialites de Catalunya nasce da combinação de diferentes formações de esquerda -uma liderada por Joan Reventós e Raimon Obiols e outra por Josep Pallach – que se filiaram à federação catalã do PSOE. Desde deste modo, têm convivido em seu seio duas concepções, uma, nacionalista e outra centralista. A primeira foi derivando para posições ainda mais radicais, que manifestaram-se claramente os governos tripartidos -com DRC e a esquerda radical – de Pasqual Maragall e de José Montilla.

  1. Uma esposa pra ele (1963)
  2. vinte e nove Re: 🙂
  3. Estou a viver contigo (1966)
  4. 15 Inesquecíveis Vol. 2 (2015)
  5. Quevedo: Era coxo, mas de um só pé. (Bufff, menos mal que nos tenha esclarecido)

Esse é o pior instante, quando a maioria desmorona”, explica Monira Rahman, que trabalha dia a dia no cuidado das inquilinas de Casa sem Espelhos. Papul é uma das recém-chegadas. Estendido sobre a cama, com os braços em carne viva em alta e com o rosto escondido pelo ácido, conta sua história suspirando de aflição, soluçando e tentando não se mover. “Havia economizado dinheiro para dar uma educação de nosso filho. Quando meu marido descobriu, ele e as tuas duas irmãs me roubaram tudo, me amarraram com cordas por noite e me jogaram ácido”, lembra. Papul foi internada em um hospital rural.

Seu marido, que, como 90% dos atacantes não foi preso, ele falou à polícia que tinha tentado suicidar-se e abandonou-a ali até que um médico lugar, denunciou a tua situação. Foi desse modo que a ASF enviou uma equipe para investigar o acontecido e trouxe para a capital, enfrentando-o homem que, sem piedade, ele havia quebrado a cara. Bangladesh tem oito leitos de hospital pra queimados para uma população de 130 milhões de habitantes e nenhum hospital desfruta dos meios para a promoção de operações de cirurgia plástica complexas. Para a maioria das mulheres que passam pela Casa sem Espelhos sua única esperança está em mais de 9.000 quilômetros de distância, em Portugal.